Literatura

Coleção ‘Otra Língua’ lança novo olhar sobre a literatura hispano-americana

aira

Nos anos 60 a literatura hispano-americana lutou para se consolidar no mundo literário. Foi nesta década que a literatura fantástica de vários autores se sobressaiu, com o colombiano Gabriel Garcia Marquez e seu “Cem anos de Solidão”, os argentinos Julio Cortázar (considerado mestre do conto curto e prosa poética) e Jorge Luis Borges (o autor da “racionalidade em delírio”).

Com organização do escritor Joca Terron, a coleção Otra Língua apresenta o que há de mais inventivo e original na literatura em espanhol produzida nas Américas. Do clássico ao contemporâneo, a Otra Língua reúne mestres das vanguardas, narradores consagrados e novas vozes da literatura hispano-americana. Segundo Joca, o idealizador do projeto,

“A literatura hispano-americana é vastíssima, e dificilmente preencheremos todas as lacunas. Isso se deve, talvez, ao fato de as editoras ainda estarem mais interessadas em diluidores do realismo mágico. Enquanto isso, autores modernistas de toda a América Latina permanecem inéditos”.

Abrem a coleção os romances “Deixa comigo”, do uruguaio Mário Levrero, e “Asco”, do salvadorenho Horacio Moya. Outros cinco títulos já chegaram as livrarias, formando assim um panorama multifacetado da literatura em língua espanhola produzida nas Américas.

Fonte: Rocco e Literatortura

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *