Reportagens

Latinidade Entrevista: Rodrigo Massa

Rodrigo Massa cresceu assistindo o SBT, como toda criança nos anos 90, foi fã da novela infantil Carrossel, se divertiu com Chaves e Chapolin e assistiu as clássicas novelas mexicanas de sucesso. Essa influência fez que anos mais tarde, Rodrigo trancasse a faculdade e fosse tentar a sorte por lá. Hoje, o ator, cantor e apresentador está com a carreira consolidada e conta para o Latinidade sua trajetória.

Você cresceu vendo as novelas mexicanas no SBT, qual te marcou mais?
“A Usurpadora. Eu viciei nessa novela!”
Como foi a decisão de largar tudo no Brasil e ir para o México?
“Eu estava estudando letras na USP e trabalhando como professor em várias escolas de idiomas até que um dia eu percebi que essa não era a vida que eu queria. Decidi vir tentar a sorte no México. Comprei a passagem e vim com a cara e a coragem. Eu já tinha vindo uma vez e gostei muito. Adorava o estilo de produção televisiva e musical daqui. A minha idéia originalmente era buscar oportunidades como cantor, mas acabei tendo mais sorte como ator e apresentador.”
Já fez muitos comerciais, algum te marcou mais?
“As pessoas me reconheciam muito quando eu fiz um comercial de um shampoo pra queda de cabelo! No comercial eu saía gritando com um exército de homens carecas. A campanha fez muito sucesso e fizemos várias continuações”.
Conte um pouco do aprendizado no CEA (Centro de Educação Artística da Televisa).
“O CEA é uma escola excelente. Aí tive aulas de teatro, televisão, dança e canto. Tive professores muito bons que me ensinaram técnicas de atuação que utilizo até hoje. Além do mais, estudar em uma escola no coração da Televisa, no meio dos estúdios de novelas, vendo atores e atrizes caminhando por aí todos os dias é uma experiência incrível pra alguém que cresceu assistindo produções da Televisa”.
Como foi trabalhar no México Suena?
“O México Suena foi a minha primeira experiência como apresentador. Foi muito emocionante. Eu ia pra Televisa com um sorriso no rosto todas as manhãs. Entrevistei muitos dos meus artistas favoritos, fazia reportagens, brincadeiras e muita bagunça! Foi aí que comecei a ter mais seguidores e quando terminei vieram mais propostas de programas e graças a Deus nunca mais parei de trabalhar.”

Quais entrevistas com cantores/grupos gostou mais de fazer?
“Com a Fey! Eu era muito fã dela quando era adolescente. E o Rio Roma. Admiro muito eles.”

Você já tem um CD gravado, pretende lançar músicas novas?
“Sim! Vou lançar uma balada linda logo logo… Já está gravada, só estão terminando a masterização.”

Faixa do CD lançado em 2011.

Como foi o trabalho em Verdad o Reto? O pop mexicano dos anos 90 marcou muito e hoje temos muitos reencuentros desses grupos. Os artistas foram assistir e como era o feedback?

“Adorei trabalhar em Verdad o Reto. Foi o meu primeiro musical e fiquei impressionado com a força do teatro aqui no México. Eu escutava muita música mexicana nos anos 90 pra aprender espanhol então para mim também foi uma experiência cheia de nostalgia. Vários ídolos “noventeiros” foram ver o musical. Fey, OV7, Kabah, Caló, Pablo Ruiz, até a Itati Cantoral foi homenageada por lá! E eles adoravam viajar na nossa máquina do tempo.”
Mentiras está sendo bem sucedido, até quando fica em cartaz?
“Mentiras não tem data de vencimento. É o musical mais longevo da América Latina, quase 10 anos em cartaz. E eu ainda não consigo acreditar que estou trabalhando aí ao lado de grandes atrizes como Angélica Vale, Ana Brenda Contreras, Lola Cortés e Lorena de la Garza”.
O conceito de artista no México é bem amplo, atuação, música, apresentação, é um exemplo em que a pessoa pode explorar todas essas facetas. 
“Você tem razão. Em muitos países as pessoas se “casam” com um só aspecto de suas carreiras artísticas. Aqui é possível desenvolver vários ao mesmo tempo. Eu também adoro viver essa versatilidade artística. É muito mais emocionante.”

Qual lugar na sua opinião é preciso conhecer estando na cidade do México?
“Eu adoro o centro histórico, o bosque de Chapultepec e o Desierto de los Leones.”
 Seria muito bom o SBT exibir A Cor da Paixão, li que já está dublada. Será diferente te ver dublado já que é brasileiro.
“Espero que o SBT transmita A Cor da Paixão em breve. É uma novela viciante! E eu tenho muita vontade de ver como ficou a dublagem! Quero saber que voz escolheram para mim. E além do mais, vai ser uma experiência muito peculiar me ver na tela dublado ao meu próprio idioma!”
 Alguma dica para os brasileiros que queiram seguir a carreira artística no México?
 “Venham! Tentem a sorte. As coisas acontecem quando você decide correr atrás. E aqui tem muitas oportunidades. A escola da Televisa, castings, muito teatro, uma produção em cada esquina. É um ótimo lugar para desenvolver uma carreira artística”.
Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *